Postagens

Facebook pede desculpas por recurso de retrospectiva

Imagem
O Facebook se desculpou publicamente, neste final de semana, por seu recurso de retrospectiva lançado recentemente. Isso porque a ferramenta se tornou dolorosa para alguns usuários e não comemorativa. Por conta da frase "Foi um grande ano! Obrigado por fazer parte dele", muitas pessoas se sentiram ofendidas. É como o caso do web designer Eric Meyer, que neste ano, perdeu a filha, vítima de câncer cerebral. "Essa crueldade algorítmica inadvertida é o resultado de um código que funciona na esmagadora maioria dos casos, lembrando as pessoas da grandiosidade de seus anos (...) Mas para aqueles de nós que viveram a morte de entes queridos (...) Nós podemos não querer dar outra olhada a esse ano que passou", disse Eric em uma postagem no seu blog, como reporta o Washington Post. Jonathan Gheller, gerente do projeto de retrospectiva do Facebook, pediu desculpas a Meyer e enviou um posicionamento ao Washington Post. "[O aplicativo] foi incrível para um

Também pode lhe interessar:

Google quer proteger Gmail de extensões maliciosas

Imagem
O Gmail anunciou a implementação do 'Content Security Policy', uma nova política que pretende prevenir as contas de e-mail de scripts maliciosos e plug-ins do navegador que potencialmente podem roubar dados de usuários. O sistema implantado pelo Google cria listas que desabilitam downloads silenciosos de sites não seguros. A estrutura de defesa instrui o browser para executar e renderizar apenas códigos de sites seguros, mesmo que estes estejam camuflados. A nova alteração não atinge as extensões mais populares para Gmail. No caso dos navegadores, a empresa pede que, caso alguma extensão deixe de funcionar, o usuário faça um downgrade para a versão mais antiga do browser.  Chrome, Firefox e Safari são navegadores compatíveis com a nova política de segurança, O Microsoft Internet Explorer tem suporte limitado para as novas diretrizes de segurança. Fonte:  olhar digital

Gangnam Style ganha easter egg após quebrar contador do YouTube

Imagem
Para celebrar o fato de que seu algoritmo foi quebrado pelo cantor sul-coreano PSY, o YouTube incluiu um pequeno easter egg no contador de visualizações do vídeo oficial de Gangnam Style, hit de 2012 que é o mais assistido da história do site. Agora, ao passar o mouse sobre o contador, ele basicamente fica “maluco”, e depois de os números girarem por um tempo, é apresentando um número negativo. Uma brincadeira com o fato de o sucesso do vídeo ter quebrado todas as expectativas do Google, e a programação do YouTube no processo.  Caso você não saiba o que aconteceu, ao chegar a 2.147.483.647, o contador parou por uma questão de limitação no algoritmo do site, mas agora já parece que tudo voltou ao normal. Segundo o SlashGear, o YouTube teve que atualizar seu servidor de números inteiros 32-bit para 64-bit. Para quem não conhece, um número inteiro é um conceito de ciência da computação que representa um subconjunto finito de números. O tamanho do agrupamento varia de acordo c

WhatsApp: como usar duas contas no mesmo celular

Imagem
São diversos passos que você terá que seguir na instalação do sistema, mas todos eles são muito simples e devem ser realizados rapidamente. O primeiro deles é a realização de um backup das suas mensagens — caso você queira mantê-las. Para isso, acesse as configurações do WhatsApp e então selecione “Opções de conversa” e em seguida “Salvar conversas”. Em seguida, vá até a janela de configurações de aplicativos, encontre o WhatsApp e clique em “Apagar dados”. Baixe o OGWhatsApp pelo XDA e instale o software. Agora, renomeie a pasta “WhatsApp” do seu celular para “OGWhatsApp”. Abra o OGWhatsApp e verifique a sua conta com o número antigo (que era usado no WhatsApp). Em seguida cadastre o novo número do aplicativo original. Pronto! Você já está usando duas contas do WhatsApp no mesmo aparelho. Os desenvolvedores do novo aplicativo garantem que há várias vantagens na utilização dele. Além de permitir que uma segunda conta seja cadastrada no aparelho, também foi revelado que

WhatsApp será atualizado para permitir desativar aviso de mensagem lida

Imagem
A última atualização do Whatsapp, um dos aplicativos de mensagens mais populares entre usuários de smartphones, causou bastante polêmica. Basicamente, ele agora permite que você saiba quando o destinatário efetivamente leu a sua mensagem.  Antes desse update, era possível saber apenas a última vez que o contato abriu o app de mensagens, mas isso não era garantia nenhuma de que ele havia, de fato, visualizado sua mensagem. Agora, conforme é explicado na documentação oficial do Whatsapp, um tique significa que a mensagem chegou aos servidores do programa; dois tiques indica que a mensagem foi entregue e, por fim, dois tiques azuis significam que a mensagem foi lida pelo destinatário.  Muitos usuários reclamaram que esse novo recurso compromete a privacidade das pessoas e outros foram ainda mais além, afirmando que muitos relacionamentos acabariam por conta disso. O mais curioso é que outros mensageiros instantâneos, tais como Facebook Chat, Viber e Telegram já contam com a funçã

WhatsApp agora mostra quando usuário lê a mensagem com setas azuis

Imagem
O WhatsApp ganhou uma função muito esperada pelos usuários, nesta quarta-feira (5). A partir de agora é possível saber quando o contato visualizou a mensagem enviada, no Android, iOS e Windows Phone. Antes, era permitido somente ver quando o recado era entregue. Com a atualização, as mensagens ficam com os dois tracinhos azuis, sinalizando a leitura pelo contato. É sempre bom lembrar que um tracinho significa que a mensagem foi enviada e dois que chegou ao destinatário. Porém, isso não era um indicativo de que o usuário havia lido o conteúdo da conversa. A atualização também está valendo para mensagens de grupos. Os participantes passam a visualizar dois tracinhos quando a mensagem é entregue e quando todos abrem a conversa as setinhas ficam azuis. O funcionamento é igual ao das conversas individuais. A atualização passou despercebida e não foi anunciada pelo site oficial do aplicativo. Por enquanto nas configurações ainda não há como desativar o recurso e ele funciona mesmo para

PCs com Windows 7 embarcado deixam de ser fabricados nesta semana

Imagem
O primeiro “fim” do ciclo de vida do Windows 7 acontece nesta sexta-feira (31), quando a Microsoft encerra definitivamente a venda de licenças do sistema operacional para fabricantes de computadores. Isso significa que, a partir de agora, para os consumidores, apenas notebooks e PCs com o Windows 8.1 serão produzidos e colocados no mercado, como parte do processo de transição e atualização proposto pela companhia. Depois de 31 de outubro, apenas licenças profissionais do Windows 7 continuarão sendo vendidas. Elas estarão em computadores voltados para o mercado corporativo. Porém, usuários finais também podem adquirir a licença diretamente e instalar o sistema em suas próprias máquinas. Isso se deve ao fato de, apesar da Microsoft falar em boas taxas de adoção para o Windows 8 junto aos consumidores, o segmento empresarial ainda reluta a fazer o salto para uma interface mais visual e voltada para dispositivos com tela sensível ao toque. A ausência do Menu Iniciar também é sentida