30 de set de 2014

Fim do Orkut: mesmo sob protestos, Google encerra rede social após 10 anos

Nesta terça-feira (30), conforme o combinado, o Orkut deu seu último suspiro. O Google, dono da rede social, tira do ar hoje a plataforma de relacionamento que nasceu em 2004 e, segundo seu último levantamento oficial, tinha mais de 50% dos usuários no Brasil, outros 20% na Índia, 17% nos EUA e o restante espalhados pelo mundo. A popularidade rendeu alguns protestos online, ainda que bem modestos, mas que confirmam o carinho que o membros brasileiros tinham com a velha rede social.


Pouca adesão aos protestos online

A Internet respondeu com tristeza a notícia de que o Orkut será descontinuado pela gigante de buscas. Desde o anúncio do encerramento da rede social no fim de junho, matérias sobre a finada rede social ficaram entre as mais lidas. No Avaaz, uma petição pública pediu ao Google para manter o Orkut ativo, ainda que apenas no Brasil. Porém, com o objetivo de atingir 100 mil assinaturas, o abaixo-assinado encerrou com pouco mais de 88 mil apoiadores e atualmente não recebe mais assinaturas.

"Solicitamos ao Google que não encerre o Orkut e se isso não for possível solicitamos à empresa que ao menos preserve a principal característica que mantém essa rede social viva até hoje: o modelo de organização de fóruns em comunidades. Algo que não existe no Google+, cujas as comunidades que existem se assemelham aos grupos do Facebook", explica o autor do abaixo-assinado no Avaaz.

Os usuários parecem ter se conformado e seguem incrédulos sobre um retorno ou possível adiamento do fim do Orkut, firmes e fortes com seus perfis no Facebook, no VK e em outras redes sociais. No Change.org, o cenário foi ainda pior. Outros dois abaixo-assinados, estes com número inferior a cinco apoiadores, foram criados. São eles: Mantenham o Orkut no Ar e Contra a Desativação do Orkut.



Guarde os seus dados

Entretanto, se por um lado as petições não deram certo, a lamentação é geral. Seja no Twitter ou no Facebook, hashtags envolvendo o Orkut ficaram em alta nos últimos dois meses, assim como posts no microblog e blogs no Tumblr sobre as famosas comunidades da rede social que viveu dez anos.

Ainda que o amor ao Orkut seja pura nostalgia, é importante lembrar que antigos usuários do site confiaram à plataforma centenas, senão milhares, de fotos, vídeos, scraps, depoimentos outros dados que vão se perder. O prazo para exportar fotos do Orkut direto para o Google+ acabou, mas ainda é possível fazer backup dos seus dados pessoais usando o Google Takeout, na sua conta Google.

Google não volta atrás

Em nota, o Google foi claro. A gigante de buscas não pretende voltar atrás e vai publicar um arquivo das comunidades públicas do Orkut com todos os posts e comentários. Estará aberto a todos interessados por meio de um link para acesso aos dados no Blog do Google Brasil neste último dia.

"Entendemos e apreciamos que tantas pessoas gostaram do Orkut ao longo dos últimos dez anos. Além disso, compartilhamos a visão dos usuários de que as comunidades do Orkut representaram uma parte vibrante e chave do Orkut, e é por isso que anunciamos o Arquivo de todas as comunidades públicas - que estará disponível online a partir 30 de setembro de 2014. Esperamos que este arquivo ajude o Orkut a permanecer como um ícone do início da internet social", declarou o Google em comunicado.



Relembre o início das comunidades e amigos em perfis, neste vídeo do Orkut:


 
Fonte: techtudo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...