29 de dez de 2013

5 coisas assustadoras que você não sabia sobre o Facebook

Você provavelmente usa o Facebook todos os dias, várias horas por dia, e com certeza quando viu o título dessa postagem se surpreendeu. Pois é minha gente, o Facebook esconde algumas peculiaridades um tanto quanto “assustadoras”, que a CBSNews divulgou. Se liga aí em 5 coisas assustadoras que você não sabia sobre o Facebook:

1) As empresas estão vendendo perfis

De acordo com Rochelle Peachey, fundadora do site de namoro ILoveYourAccent.com, as empresas podem vender seu perfil no Facebook, e isso é mais comum do que parece. Basta uma página fazer um pouco de sucesso e conseguir uma boa quantidade de “likes” para que comecem a surgir as primeiras ofertas de compra para a página. 

O que mais assusta nisso tudo é que o Facebook faz “vista grossa”, e pouco se importa com as transações que praticamente negociam os usuários que usam a rede social. Em outras palavras, você curte uma página que da “dicas de moda”, e assim que ela fizer sucesso uma loja de roupas pode ir lá, comprar a página e “bombardea-la” de publicidade. Desanimador, não?

2) Tráfico de pessoas pode ser encontrado no Facebook

“O Facebook está cada vez mais caminhando para ser a nova ferramenta de utilização no ramo de exploração sexual”, disse o ativista Dillon Burroughs. Agora além de pedófilos que usam as redes sociais para atrair as suas vítimas, estão sendo encontrados inúmeros grupos secretos no Facebook (grupos nos quais alguém só consegue entrar com convite) que estão negociando seres humanos como mercadorias. Tudo isso acontece na superfície da internet, pertinho da gente no Facebook, mas em grande maioria com perfis falsos, o que dificulta a identificação dos envolvidos.

3) As fotos enviadas tem muitas outras informações 

Você e seus amigos fazem upload de fotos no Facebook o tempo todo, afinal, não há nenhum mal nisso, correto? Nesse caso, os mais céticos deverão pensar novamente. “Um dos aspectos mais perigosos do Facebook é suas capacidades de relacionar os dados EXIF embutidos dentro de fotos com as contas de seus usuários”, diz Gregory Perry, CEO da Educação GoVirtual. 

EXIF é uma quantidade oculta de informações que se esconde dentro das imagens, informações essas que vão desde o local que foi tirada a foto, até datas e horários da fotografia. Esse tipo de informação, adicionada com os perfis sombras que foram revelados a pouco tempo, fazem com que o Facebook possua mais informações sobre os usuários do que qualquer agência de inteligência do mundo.

4) O Facebook é muito utilizado em extorsão organizada

Qualquer pessoa pode ter acesso aos seus dados no Facebook, e com essa exposição toda, não é de se surpreender que o crime organizado esteja presente. Criminosos virtuais perambulam pela internet recolhendo fotos e informações sigilosas das pessoas e traçam com outros sites. 

Assim que encontram algo que possa ser “constrangedor” (como por exemplo, uma pessoa casada possuir uma conta em um site de relacionamentos), os criminosos veem uma boa oportunidade para iniciar as chantagens e pedir dinheiro em troca do silêncio. A prática vem se tornando cada vez mais comum, e já foi criado inclusive uma organização americana para punir os envolvidos nesse esquema.

5) O Facebook “vende” seus usuários

É como já diriam os grandes especialistas em mídias sociais: “Se alguma coisa é de graça, pode ter certeza que o produto é você”. Embora essa frase possa parecer um pouco “grosseira” a primeira vista, é justamente isso que acontece na maior rede social do mundo.

Se estivéssemos falando apenas dos anúncios que aparecem na sua timeline dizendo que algum amigo seu curtiu alguma página estaria tudo bem, no entanto, o Facebook vem sendo investigado por adulterar essas informações. 

Vou tentar explicar: A Empresa “X” paga para o Facebook, dizendo que quer ter mais likes em sua página, para isso, o Facebook exibe um anúncio em sua linha do tempo, dizendo que o seu amigo “Joãozinho” curtiu a página da empresa “X”, e exibe para Joãozinho um anúncio dizendo que você curtiu a página da empresa “X”, no entanto, nenhum dos dois realmente curtiu a página. Entenderam como funciona o esquema?

O Facebook não se pronunciou em nenhum momento quanto as acusações realizadas pela CBCNews, mas com certeza essas informações deixam os usuários bastante assustados.


Fonte: Ociosoonline



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...