20 de mar de 2013

Conheça o Poop, vídeos que estão chamando atenção na web

Um tipo de vídeo, bem humorado e com edições rápidas com cenas que beiram ao absurdo, está chamando a atenção na web. Chamados de "Poop", os filminhos conquistaram milhões de acessos no YouTube. O sucesso é tanto que já existe uma comunidade grande em torno do assunto. O Poop pode ser difícil de descrever. Em inglês, o significado é ambíguo. A tradução literal para a palavra é “cocô”, mas é na realidade uma sigla para “Piece of other piece” (Peça feita de outra peça).
Os vídeos frenéticos são compostos por partes de programas de televisão, filmes ou desenhos conhecidos na cultura pop. No começo, os poops podem até ser difíceis de entender, como mashups aleatórios desprovidos de estrutura, mas aos poucos é possível perceber a piada inserida na montagem absurda.

Os primeiros vídeos a serem classificados como poop começaram a aparecer durante a década passada. Com a popularização de programas de edição de vídeo e a aparição sites como YouTube ou Vimeo, os criadores dos vídeos puderam compartilhar e conhecer outros fãs, fazendo com que a “comunidade” crescesse. Atualmente, é possível encontrar mais de 80 mil vídeos do gênero realizando a busca Poop Br no YouTube.

Guilherme Peres, conhecido no YouTube como guilhox, conta que um vídeo que possui bastante aleatoriedade e surpresa com os jogos de palavras e as edições pode ser considerado um poop. É necessário que o produto final faça o usuário rir dos absurdos da cena.

Um dos primeiros vídeos considerado poop foi o “Pipoca com Guaraná”. Mas guilhox lembra que muitos usuários consideram o vídeo “Jornal Nacional – Mamonas Assassinas Lula e Bush” como pioneiro no assunto.

Um caso que emergiu da comunidade e fez um sucesso relativamente grande foi o vídeo “NADADENADADENADADENADADENADADE”, que hoje conta com mais de 680 mil visualizações. Este poop utiliza imagens do seriado Chaves - constantemente usado pelos autores dos vídeos.

Guilherme começou em 2009 a fazer as montagens absurdas. Sua primeira criação foi o poop “O Bordel Kurosaki e a profissional gasosa”. Atualmente, guilhox possui mais de 140 vídeos no seu canal. Cada poop conta com mais de 10 mil visualizações.

Para criar o vídeo absurdo, os usuários recorrem, na maior parte das vezes, aos programas de edição Sony Vegas, Photoshop e Adobe After Effects. Guilhox afirma que um poop pode ser criado em poucos minutos ou até mesmo em semanas. Tudo depende da complexidade do resultado. “Criatividade é o que fala mais alto em um poop”, diz o editor.

Fonte: info abril
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...