9 de abr de 2012

Instagram é vendido para o Facebook por US$ 1 bilhão e brasileiro leva US$ 100 milhões


O Instagram, que teve recentemente a entrada dos usuários do Android, acaba de passar para as mãos do Facebook com planos de expansão. O anúncio da compra foi feito pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, por meio de sua página na rede. O site americano Gizmodo diz que o negócio foi fechado por US$ 1 bilhão.

‎"Durante anos focamos em trazer a melhor experiência para os usuários no que se refere a compartilhamento de fotos com amigos e familiares. Agora podemos trabalhar com a equipe do Instagram e oferecer a melhor experiência de compartilhamento de fotos móveis", disse Zuckerberg.

De acordo com ele, a rede/aplicativo de fotos seguirá como um negócio independente, para cultivar os usuários que "amam" seus recursos. "Nosso objetivo é espalhar a marca e o aplicativo para um público bem maior."

Também não serão feitas modificações drásticas quando ao funcionamento do Instagram, que continuará com as possibilidades de compartilhamento - inclusive com outras redes sociais. E os usuários seguirão com contas separadas nos dois serviços. "Estes e outros recursos são partes importantes da experiência do Instagram e nós entendemos isso." No entanto, Zuckerberg já adiantou que o que for feito ali servirá para montar recursos similares em outros produtos do Facebook.

"Não temos planos em realizar muitas outras aquisições deste tipo, se é que realizaremos. Mas sabemos que possuir a melhor experiência de compartilhamento de fotos é um dos motivos pelos quais o público ama tanto o Facebook, e sabíamos que valeria a pena juntar as duas empresas", conclui.

O brasileiro Mike Krieger,
um dos fundadores do Instagram
Com a venda, o brasileiro Mike Krieger, um dos fundadores do aplicativo de compartilhamento de imagens Instagram, lucrou US$ 100 milhões. De acordo com uma reportagem da Wired, Krieger tinha 10% da empresa, que foi vendida para a maior rede social do mundo por US$ 1 bilhão. O outro fundador e CEO, Kevin Systrom, levou US$ 400 milhões pelos 40% da participação na empresa.

Empresas que investiram em uma rodada de financiamento do Instagram vão levar, somadas, US$ 380 milhões. Os 13 funcionários da companhia, de acordo com a Wired, vão receber um bônus total de quase US$ 100 milhões, valor atribuído de acordo com o tempo de empresa de cada um.

Formado pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, onde estudou Sistemas Simbólicos com foco em Interação Homem-Computador, Krieger foi estagiário da Microsoft como desenvolvedor de software. Depois de formado, trabalhou no Meebo antes de ajudar a fundar o Instagram.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...