11 de fev de 2012

Especialista em SEO afirma: O Orkut não morreu


O palco de Mídias Sociais foi um dos mais concorridos da Campus Party Brasil 2012 nesta quinta-feira, 9. Dezenas de blogueiros estavam de tablet ou laptop na mão para anotar as dicas do especialista em Search Engine Optimization (SEO), Fábio Ricotta. Fundador da empresa MestreSEO, ele é uma das referências na arte de “rankear” bem marcas e firmas no Google. Páginas das companhias que aparecem no topo no site de buscas geralmente têm mais visitantes. E é o número de visitas que atrai receita para o $ite.

Desta vez, porém, não foram tanto as dicas de SEO as principais lições de Ricotta, mas as recomendações de Social Media Optimization (SMO) – a receita de sucesso da marca nas redes sociais. A principal orientação é medir a relevância de cada uma das mídias sociais usando o Google Analytics para entender o impacto de todas elas no tráfego do site ou do blog que o internauta administra.

Ao fazer essa mensuração, o blogueiro pode se surpreender com a força das redes mais senhoras, como o aparentemente anacrônico Orkut. “Muita gente diz que o Orkut morreu… Não! É necessário mensurar para ver quantas visitas vêm do Orkut”, adverte. Se é significativo o número de usuários que acessam uma página e vêm do Orkut, deve-se continuar fomentando as comunidades já existentes na plataforma.

Da mesma forma, Ricotta informa que o Google+ já é uma realidade no País. Ainda que a força da rede do Google seja maior nos Estados Unidos, um novo público que dá o “plus” está se formando no Brasil. Por isso, internautas devem interagir por essa ferramenta e, assim, novos laços de informação e conexão serão constituídos. Afinal, quando se curte um link usando o botão Google+, sua foto em formato reduzido vai aparecer ao lado do link para todos os seus amigos de Gmail, YouTube e outras redes sob o guarda-chuva do Google.

Fonte: Brasil247

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...